Ruído ao frear o veículo pode ser um sinal de que é o momento de substituir seus componentes. Entenda mais!

 

Todos sabemos que o freio é uma das partes mais importantes do carro, por isso é preciso ficar atento em sinais óbvios que acusam que o freio está com problemas e precisa ser revisado.
Todos sabemos que o freio é uma das partes mais importantes do carro, por isso é preciso ficar atento em sinais óbvios que acusam que o freio está com problemas e precisa ser revisado.

Os freios dos veículos automotores tem um papel importante para a segurança dos motoristas. Um bom funcionamento do sistema de frenagem, proporcionando freadas seguras e com tempo de resposta adequado, pode ser decisivo em alguns momentos no trânsito. Portanto, “manutenção preventiva” é a palavra-chave quando o assunto é o sistema de freios do seu carro.

Pensando um pouquinho mais longe, essa precaução ajuda ainda a diminuir o custo em reparações futuras, pois evita danos em seus componentes. A correta manutenção dos componentes assegura a frenagem do veículo que merece atenção especial dos motoristas e deve ser feita por mecânicos especializados. Como por exemplo, um dos itens que deve ser verificado regularmente são as pastilhas, peças que ficam em contato com os discos de freio, em grande parte dos veículos, nas rodas dianteiras, e que, caso estejam desgastadas, o carro perde o poder de frenagem.

Conforme pesquisas e para melhor entendermos, o sistema de freios de um veículo é composto das seguintes partes: pedal, servo-freio, cilindro mestre, tubulações do fluido de freio, tambor (lonas), discos (pastilhas).

– O Cilindro mestre é que direciona o fluído de freios para acionar o freio de cada roda;
– A função do Servo freio é aumentar a força empregada no pedal de freio que, por sua vez, irá acionar todo o sistema;
– O Cilindro de roda é um componente que acionará o freio traseiro quando este utilizar o sistema com tambores;
– A Pinça de freio é a peça onde se encaixa as pastilhas e, através de pressão hidráulica em seus êmbolos, pressiona as pastilhas de encontro com o disco.

O motorista não precisa entender minuciosamente como se dá o funcionamento desses componentes. Entretanto, tem que ter clareza que o sistema de freio trabalha em constante atrito e, por isso, há um desgaste natural de várias peças que demandam revisão rotineira para um bom desempenho do conjunto. Sabemos que o freio é uma das partes mais importantes do carro, que garante a parada do veículo, seja em uma condição normal ou emergencial. Então, quer saber como andam os freios do seu carro? Fique atentos aos sinais que acusam que o freio está com problemas e precisa ser revisado. Vejam abaixo:

1 – Barulhos estridentes:
Se você escuta constantes barulhos cada vez que pisa no freio, chegando a chamar a atenção dos motoristas do lado, talvez sejam as pastilhas que estejam desgastadas e precisando ser substituídas. Se o barulho for de metal contra metal, leve imediatamente seu veículo para a oficina, pois as pastilhas já estão no final e os freios não estarão com a mesma eficácia de antes.

2 – Puxando o volante para um lado ao frear:
Se você acha que seu veículo está com vida própria, não se assuste!! Pode ser que o sistema de freio não esteja liberando a mesma pressão para o sistema por igual, fazendo com que um lado freie mais forte que o outro. O problema pode ser nas mangueiras do fluído de freio ou ainda pastilhas de freio irregulares. Não corra o risco, seu carro precisa visitar o mecânico urgentemente!

3 – Vibrações no pedal:
Ainda não inventaram massageador de pés em veículos, então o problema provavelmente são os discos de freio que estão empenados. Isso faz com que as pastilhas não tenham uma aderência continua, oscilando junto com as irregularidades do disco e transmitindo as vibrações para o pedal. Talvez seja necessário substituir os discos ou fazer uma retífica leve. Já nos carros com ABS, é comum o pedal trepidar em freadas mais bruscas, não significando um problema.

4 – Pedal do freio mole ou muito duro:
Além da vibração, o pedal do freio pode estar muito mole, chegando quase até o final do curso para então funcionar o freio. Isso ocorre por conta de pastilhas gastas ou também problemas no sistema hidráulico, como ar nas mangueiras ou ainda fluído de freio com nível baixo, que pode indicar vazamento. Se o pedal estiver muito duro, freando forte ao menor toque, pode ser umidade no fluído de freio ou disco de freio irregular. E por último, se para frear você tem que fazer muita força, o problema pode ser o sistema de vácuo ou a má qualidade do material da pastilha. Portanto, cuidado! Atente-se!

Em todas as situações acima, o ideal é levar o veículo para uma verificação em todo o sistema de freio. Afinal, o freio do seu carro está longe ser apenas aquele pedal entre o acelerador e a embreagem! #FicaaDica

 
#AutoPeçasMolinaéPrevenção 😉

 

Tópicos #carro #carros #freios #geral #manutenção #peças #prevenção #sistema de freios #veículo #veículos