O modelo elétrico da Chevrolet, o Bolt, ganhou acréscimo de autonomia para a linha 2020. Confira!

Os carros elétricos são tendências com múltiplos desafios. Sim, vamos falar de carros elétricos no artigo de hoje, de um especificamente. E sei que você já torceu o nariz sobre esse assunto!  #QuemNunca 😆 Muita gente ainda torce o nariz para os carros elétricos, mas o fato é que esse tipo de modelo vem se popularizando cada vez mais, seja no Brasil ou no mundo.

Mesmo com um crescimento considerável em um curto período, os carros elétricos infelizmente, ainda estão disponíveis no Brasil para uma pequena parte da população. Isso se deve ao alto custo de aquisição desses veículos e as políticas energéticas que ainda dominam o setor. Contudo, este potencial está aí, batendo à porta! Afinal de contas, é nítido que os carros elétricos chegaram para ficar. Entenda que, não significa uma simples substituição dos modelos com motor à combustão por outra alternativa única. No entanto, o que confirma ainda mais a tendência da eletrificação é a maior preocupação das empresas com a responsabilidade social na produção de automóveis e a tentativa do mercado de lidar com um problema crucial dos grandes centros urbanos: a poluição vinda do fluxo concentrado de veículos.

Seguindo esse raciocínio, a Chevrolet anunciou o início da vendas de carros elétricos no Brasil ainda neste ano. Nos Estados Unidos, a Chevrolet mostrou a linha 2020 do Bolt. A sua grande novidade é que o Bolt, uma espécie de monovolume/hatchback que tem propulsão 100% elétrica graças a um potente motor de mais de 200 cv de potência, ficou com uma autonomia maior com uma única carga. Agora, o Bolt entrega até 414 km de autonomia, enquanto a linha 2019 oferecia 383km. A montadora confirmou que a importação do modelo ecológico ocorrerá no final de 2019 com preço estimado de R$ 175 mil (lembrando que até lá o valor deverá ser atualizado). Com esse preço certamente o Bolt será um veículo de nicho, com proposta de explorar o segmento elétrico no Brasil, ainda bem incipiente.

Mas… vamos deixar bem claro aqui, o seguinte: se o Bolt vendido aqui será ainda o 2019 de 383 km ou o novo, a GM do Brasil afirmou que “detalhes da configuração que será vendida aqui serão reveladas só em outubro, no lançamento”. Portanto, aguardemos seu lançamento em outubro.

Chevrolet Bolt interior. (Foto divulgação)

A grande sacada da engenharia da Chevrolet em melhorar a autonomia do prodígio elétrico foi alcançado graças a pequenas alterações químicas nas células das baterias, permitindo o aumento da autonomia sem a necessidade de modificar a composição física da peça ou mesmo adicionar mais módulos de carga ao veículo. O volume de bateria do Bolt 2020 continua ser de íons de lítio, composta por 288 células e maior capacidade de armazenamento, sendo 66 kWh. Antes, o Bolt 2019, tinha 60 kWh de capacidade em sua bateria. Equipado com um motor elétrico, o Bolt entrega 150 kW de potência, o equivalente a 203 cv e 36,7 mkgf. De acordo com a GM, o Bolt é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 6,5 segundos. A recarga, com um ponto de 120v, é de cerca de 6 km de autonomia por hora na tomada. Com uma tomada 240v, a carga completa é realizada em 10 horas. No uso de um carregador rápido, são 145 km de autonomia com 30 minutos de carga.

Quanto aos itens de série do Bolt para o Brasil, a GM ‘também não confirmou sobre o pacote que será oferecido’. Porém, de acordo com o site da GM americana, algumas das diferenças da versão Premier são as rodas de 17 polegadas diamantadas, maçanetas cromadas, espelhos retrovisores com repetidores de seta e volante revestido de couro. Há ainda bancos dianteiros com aquecimento, câmera 360º, sensor de obstáculos na traseira, alerta de tráfego cruzado e alerta de mudança de faixa e ponto cego. No pacote oferecido nos Estados Unidos, uma série de itens de tecnologia surgem como opcionais ao Bolt mesmo na Premier. Carregador de celular sem fio, sistema de som Bose com sete alto-falantes, farol alto automático, alerta de colisão dianteira, freio automático de emergência, são alguns deles.

Bom, outubro está logo aí. O Chevrolet Bolt que se prepara, pois irá enfrentar alguns rivais elétricos já à venda no Brasil. Como o Zoe da Renault e o Nissan Leaf.

#AutoPeçasMolina é informação! 😉