Chegou ao posto de gasolina, e agora? Qual o tipo de gasolina abastecer?

 

 

Muito se ouve falar que um certo tipo de combustível é melhor para o motor. Mas, você sabe a diferença entre eles?
Muito se ouve falar que um certo tipo de combustível é melhor para o motor. Mas, você sabe a diferença entre eles?

“Gasolina comum ou aditivada?”. Sempre que chegamos no posto de gasolina para abastecer nossos carros, costumamos ouvir do frentista essa pergunta, certo? Nessa hora, o preço do combustível pode pesar e a escolha pelo líquido simples ocorrer. Mas é preciso ter em mente que o gasto a mais que se tem com a aditivada pode se reverter em benefícios para o motor do carro e acabar ajudando a economizar com a manutenção. No entanto, os dois tipos podem ser usados para abastecer os carros movidos à gasolina e também os flex.

 

A gasolina comum, ao passar pelas partes do motor do carro (nas válvulas e no pistão) deixa resíduos, sujeiras que são uma espécie de goma. Com o passar do tempo, o acúmulo desta goma dificulta a mistura da gasolina com o ar, que provoca a queima e gera energia para o motor funcionar. Assim, diminuindo a eficiência do carro.

 

Diferente do que muitas pessoas pensam o aditivo não aumenta a potência da gasolina. A grande diferença da gasolina aditivada para a gasolina comum, é que a aditivada possui uma espécie de detergente. Este detergente (aditivo) ao passar pelo motor faz com que dissolva a goma, evitando o acúmulo de mais resíduos, assim a sujeira vai junto com o combustível e também é queimada. As gasolinas comum e aditivada diferem apenas pela presença desse aditivo, que reduz a possibilidade de entupimentos do sistema de alimentação causados pela formação dessa goma, fruto de um processo natural de oxidação da gasolina.

 

Precisamos estar atentos, pois errar na escolha do combustível pode custar a “saúde do seu automóvel”, com menor aproveitamento do motor e até mesmo problemas mecânicos. A seleção da gasolina mais adequada para seu veículo deve ser feita segundo a orientação do fabricante, por meio de consulta ao manual do proprietário ou ao serviço de atendimento ao cliente, quando estas informações não estiverem claras. O dimensionamento da relação custo-benefício depende da forma de utilização do veículo: em situações típicas de “anda e para”, em grandes centros urbanos, a relação é muito favorável. Entretanto, as vantagens do uso da gasolina aditivada são reduzidas consideravelmente quando as velocidades médias são altas, como nas viagens em autoestradas.

 

Em relação aos preços das gasolinas, a aditivada é mais cara do que a gasolina comum. Aí surge a dúvida: vale mais a pena usar a gasolina comum e pagar para limpar o motor, ou só colocar a aditivada? Depende. Se o carro consome muito, pode ser uma boa usar só a gasolina comum e pagar para uma oficina fazer a limpeza das válvulas (recomendada a cada 20 mil quilômetros rodados). Para alguns modelos de carros, os fabricantes sugerem o uso da gasolina aditivada, com base no fato desta gasolina ser um produto um pouco mais elaborado, como opção para uso em veículos mais modernos, em alguns veículos com tecnologia avançada com o intuito de manter o sistema de alimentação mais protegido garantindo assim um bom desempenho do motor.

 

Se você decidiu mudar de combustível, vá com calma! Parar de usar a gasolina comum e começar a usar a aditivada pode causar algum entupimento nos canais de abastecimento. Isso acontece porque o detergente vai retirar muita sujeira ao mesmo tempo. Para evitar esse problema, comece misturando um pouquinho de aditivada à comum, aumentando toda vez que for abastecer.

 

 

 

 

Tópicos #aditivo #bomba de combustível #carro #gasolina #gasolina aditivada #geral #posto de gasolina #veículo