Chery Tiggo 2 da Caoa sofre recall por risco de curto-circuito

Chery Tiggo 2 da Caoa sofre recall por risco de curto-circuito

O modelo da Caoa, o Chery Tiggo 2, apresenta problema em chicote elétrico, com falhas no motor e sistema de freios

A Caoa, empresa que é a atual responsável pela Chery no Brasil, apresentou em abril deste ano, o Chery Tiggo 2, um SUV compacto que chegou fazendo barulho e incomodando os rivais. O pequeno utilitário notável vem equipado com motor 1.5 Flex, entrega 110 cavalos na gasolina e 115 cavalos no etanol, com opção de transmissão automática de quatro marchas. Acontece que este novato, está sendo chamado para seu primeiro recall no Brasil.

O SUV da marca chinesa tem 3.575 unidades convocadas para recall, de ano/modelo 2017 a 2019, para reparo no chicote do módulo de controle eletrônico ECM. Este dispositivo é o que controla o sistema de injeção eletrônica e também o funcionamento geral do motor.

De acordo com a montadora, em razão da vibração natural do veículo, o chicote poderá criar atritos com partes metálicas localizadas no compartimento do motor, podendo gerar curto-circuito ou o rompimento do chicote. A Caoa Chery também alerta que alguns veículos poderão apresentar o acendimento das luzes no painel de instrumentos, falhas no sistema de injeção e/ou oscilação da marcha lenta e, ainda, impedimento da partida ou desligamento do motor, acarretando na perda da assistência à frenagem, causando risco de colisões e acidentes que podem provocar lesões graves e, em casos extremos, fatais.

Veja os chassis envolvidos (não sequenciais):

– Chery Tiggo 2: Data de fabricação: De 23/05/2017 a 11/09/2018
Chassis de JA000929 a KA006473

A Caoa recomenda aos proprietários para que fiquem atentos a eventuais dificuldades na partida e possíveis irregularidades no funcionamento do motor. Portanto, sua indicação é que entrem em contato imediatamente com uma concessionária da empresa mais próxima e leve o seu veículo para as devidas inspeções e verificações, bem como para troca das peças defeituosas. ⚠

Conforme previsto em lei, o reparo é gratuito e os consertos já começaram. O tempo para a substituição da peça varia de 18 minutos a 1h30. A empresa disponibiliza o telefone 0800 772 4379 para esclarecer maiores dúvidas.

#AutoPeçasMolina é informação!