O Uber Comfort, terá a opção de zero conversa, com carros mais espaçosos e climatizados. Como o novo serviço da Uber gerou um debate sobre a nossa sociabilidade.

Você é uma pessoa extrovertida ou reservada? Quando entra em um elevador com outras pessoas, você solta aquela frase básica “Calor hoje, hein!” ou fica mudo? Ou quando solicita uma corrida pelo aplicativo de transporte Uber, você é daqueles que gosta de conversar, bater aquele papo descontraído, ou se considera um antissocial mesmo? Não estranhem essas perguntas, acontece que, com o anúncio da nova modalidade da Uber, o Uber Comfort, surpreendentemente gerou um debate profundo na internet sobre como a tecnologia influencia nosso comportamento na atualidade.

Antes de explicarmos exatamente como será o novo serviço, vale destacar o que motivou a vinda desta modalidade para o Brasil, que está disponível nos Estados Unidos e Canadá desde agosto. Claudia Woods, CEO da empresa no Brasil, explicou que o Uber Comfort veio como “uma inovação para atender a demandas específicas” identificadas em conversas com usuários. Os novos recursos chegam ao país em 21 de novembro.

Vamos ao que interessa. Com o Uber Comfort você terá a opção de pagar para não conversar. Isso mesmo! Para as “pessoas reservadas” de plantão, e clientes da Uber, terão à disposição uma modalidade que silencia o motorista. Então, a partir do final de novembro, mediante o pagamento de um “dinheirinho” a mais, você poderá deixar bem claro que não está a fim de papo antes mesmo de entrar no carro. O “prefiro viajar em silêncio” do Uber Comfort é uma opção simbólica da era digital em que vivemos. Ao sermos conectados a motoristas que não conhecemos por um aplicativo, preferimos pagar mais por uma experiência impessoal do que socializar com o desconhecido. Concordam? 😑🤔

Ainda houve críticos dos críticos do Uber Comfort, que argumentaram que a novidade não é uma carta-branca para falta de educação e não força uma mudança de comportamento. Para eles, aqueles que preferirem viajar em silêncio podem muito bem cumprimentar e se despedir do motorista, permanecendo mergulhados em seus smartphones ou simplesmente quietos durante a viagem. Concordam também?

Bom, a ferramenta atende uma demanda, pois há quem não se sinta confortável de se relacionar com estranhos ou vive uma vida “ocupada”, que demanda aproveitar esses deslocamentos pelas cidades trabalhando no banco de trás do Uber. Agora, uma crítica válida para isso é ter que pagar mais caro por esse “sossego” ou “mudez”, quando uma breve troca de palavras, ou sinalização com linguagem corporal, indicaria a preferência de não conversar.

Os preços específicos desta nova modalidade ainda não foram anunciados pela empresa, mas a expectativa é que o Uber Comfort custe em torno de 20% a 40% mais caro que o Uber X. A categoria chega para substituir o Uber Select, se posicionando na faixa de preços entre o UberX e o Uber Black. Portanto, que fique bem claro a maneira como o Uber Comfort vai operar: ao solicitar o carro, o usuário escolhe qual temperatura de ar condicionado deseja, e se deseja conversar com o motorista ou não. Sendo assim, as preferências são anunciadas no próprio aplicativo. A escolha da temperatura do ar condicionado e do motorista silencioso também se estende à categoria Uber Black, que já existe no Brasil há um tempo, permitindo escolher carros mais luxuosos.

Uber global

O lançamento faz parte de uma iniciativa da Uber de padronizar seus serviços em todo o mundo. De acordo com a empresa, a nova modalidade foi criada para atender usuários frequentes do aplicativo. “Muita gente já passou por situações assim. Você entra no carro cansado e tudo o que precisa naquele momento é de um pouco de sossego”, afirmou também, em nota, Claudia Woods, CEO da Uber no Brasil.

Ao dizer sossego, Woods se referia ao novo botão que o usuário pode acionar com o Comfort: a escolha “prefiro viajar em silêncio”. É justamente essa opção que mexe com opiniões na internet.

Agora, responda para nós: você pagaria a mais pelas novas opções? 🤔

Leia mais:
Qual a importância de escolher uma auto peças de qualidade
Placa Mercosul: quarta versão mais simples e com novo prazo para adoção no país
Dica: como gastar menos combustível com o aumento que vem por aí
Visite nossa loja virtual