Rodízio municipal em São Paulo será suspenso no dia 21 de dezembro a 13 de janeiro; confira.

O rodízio municipal de veículos implantado na capital paulista já existe há mais de 20 anos. É uma medida que restringe a circulação de carros na cidade em determinados locais e horários de dias da semana. Ele foi implementado com a Lei Nº 12.490/1997, e regulamentado pelo Decreto Municipal Nº 37.085/1997.

Desde então, algumas regras já foram alteradas por novas leis, mas o conteúdo principal é o mesmo: em cada dia, carros com placas que terminam com determinados números são proibidos de circular no horário de pico. O rodízio é composto por duas faixas horárias, que são pela manhã, das 7h às 10h e, no fim da tarde até o início da noite, das 17h 20h. A proibição vale apenas para esses períodos do dia porque, geralmente, é nessas horas em que há o maior movimento de veículos. ✋⚠

Vocês sabiam que, originalmente, o rodízio de veículos em São Paulo foi criado para diminuir a poluição? Com menos carros circulando, seria reduzida a quantidade de gases poluentes expelidos na atmosfera da cidade. Entretanto, de alguns anos pra cá, esta visão mudou, e o objetivo central do rodízio passou a ser como uma forma de amenizar os grandes congestionamentos na cidade paulista.

Bom, vamos falar de coisa boa agora! Chegou dezembro, final de ano está logo aí, e os dias de rodízio suspenso em São Paulo são celebrados por muitos motoristas que não gostam da restrição. Porém, vale ressaltar, que o motivo da sua existência é justamente melhorar o trânsito para os motoristas que trafegam por São Paulo.

Contudo, dezembro está aí, e teremos o rodízio suspenso, pois tradicionalmente o fluxo de veículos na cidade é menor. A chamada Operação Horário de Pico estará suspensa para os veículos de passeio a partir do dia 21 de dezembro de 2018. E o rodízio será retomado na segunda-feira, dia 14 de janeiro de 2019.

Já o rodízio de placas para veículos pesados, como caminhões, e as demais restrições – Zona de Máxima Restrição à Circulação de Caminhões (ZMRC) e a Zona de Máxima Restrição ao Fretamento (ZMRF) – continuam valendo, segundo a Secretaria Municipal de Transportes.

O desrespeito implica em infração de trânsito de nível médio, resultando em multa de R$ R$ 130,16 e 4 pontos na carteira de motorista. Lembre-se que o rodízio de veículos é uma medida que visa reduzir os engarrafamentos na capital paulista, a cidade mais populosa do Brasil, uma das mais populosas do mundo.

Quando não estivermos mais na época de rodízio suspenso, fique atento à tabela de placas e dias da semana, e evite dores de cabeça com multas!

#AutoPeçasMolina é informação! 😉