O que você precisa saber para ser um bom motorista

Começar o artigo de hoje com um assunto um tanto polêmico é para os fortes! Para ser um bom motorista encontramos diversas respostas. Alguns acreditam que o melhor motorista é o que possui mais anos de experiência na prática de direção, e tem aqueles que defendem que bom mesmo é o motorista que segue as leis de trânsito e preza pela segurança de todos.

Um bom motorista é aquele que percebe a responsabilidade vinculada à condução de um veículo? Um bom motorista é aquele que está atento com o que acontece dentro e fora do seu carro?

Para os jovens iniciantes, a verdade é que ter a primeira carteira de habilitação, além de uma grande conquista também é um grande começo. Para os experientes, humildade e paciência são características chave no trânsito. Podemos considerar que a prática pesa um pouco mais? Sem treino é impossível desenvolver as habilidades necessárias para ser um bom motorista. O que acham?

Para agitar mais esse assunto, vamos relacionar algumas dicas, curiosidades e recomendações que podemos adotar, para que cada vez mais nos tornemos melhores motoristas.

1 – Conhecimento:
Conheça e entenda as leis de trânsito. Tenha consciência de suas responsabilidades ao volante. Estas são a base para que você saiba como deve ou não se portar na condução do veículo.

2 – Atenção aos outros motoristas:
Prestar atenção ao tráfego ao seu redor, consultar frequentemente os retrovisores e antecipar o que os outros motoristas farão são atitudes importantes para um bom motorista. Além do bom motorista se preocupar consigo mesmo, também deve estar atento aos demais, procurando evitar situações complicadas em seu percurso. Se o motorista estiver em alerta constante, as possibilidades de evitar um acidente aumentam consideravelmente.

Em algum momento você deixará de ser condutor e passará a ser pedestre!

3 – Respeito:
Por falar em outros motoristas, lembramos também dos pedestres. Muitos motoristas costumam intimidá-los a fim de induzi-los a atravessar mais rápido ou simplesmente para diversão. Não os ameace enquanto estiverem atravessando na faixa de segurança. Com certeza, ameaçar não é uma atitude que se associa a um bom motorista. Lembre-se: em algum momento você deixará de ser condutor e passará a ser pedestre! #FicaaDica

4 – Uso do cinto de segurança:
Existem pessoas que ainda o consideram inútil ao ponto de não usá-lo. Por mais óbvio que pareça, o cinto de segurança torna-se o seu “melhor seguro” dentro do carro. O cinto de segurança aumenta em até 5 vezes a chance de sobrevivência em caso de acidentes! Portanto, nunca pense em deixar de usá-lo ao fazer curtas distâncias ou por estar próximo de casa, do seu destino. Não se deixe seduzir por estar em uma região mais conhecida. O motorista acaba reduzindo a atenção, desconecta o cinto de segurança e então, o que acontecer, pode ser fatal!

5 – Distância segura e prudência:
Engraçado dizer isso, mas claro que um bom motorista sabe que deve manter uma distância segura do carro a frente. Essa ação permite que você freie com antecedência em caso de algum problema a sua frente, evitando assim danos maiores como engavetamentos e demais acidentes. A Legislação Brasileira considera infração grave dirigir sem manter distância segura do veículo da frente. Faça valer o bom senso! Dirija de maneira defensiva, sempre!

6 – Postura:
Fique atento à posição do seu corpo na direção. A postura correta e adequada evita que você se desgaste e acabe em situações de perigo. O ideal é apoiar o corpo no assento e no encosto do banco, segurar o volante com as duas mãos e evitar apoiar os pés nos pedais do veículo. Além disso, o uso de calçados que estejam firmes nos pés permite que os pedais sejam rapidamente acionados e garante mais segurança. Afinal, um bom motorista se preocupa com essas questões que podem fazer muita diferença na condução do veículo.

7 – Revisões periódicas:
Um bom motorista revisa seu veículo periodicamente. Manter a manutenção do seu carro em dia garante que os problemas se mantenham longe, e nós sabemos que os problemas aparecem, visto que o uso e o tempo acabam por desgastar o veículo. Cuide do seu carro como se fosse um filho! Ter um veículo no meio da pista obstruindo a passagem dos outros não é nem um pouco legal e pode resultar em prejuízo ao seu bolso.

8 – Celulares e dispositivos eletrônicos:
Um bom motorista sabe que dirigir ao celular é perigoso. Celular ao volante prejudica a atenção e pode causar sérios acidentes. Especialistas dizem, que segundo estudos feitos com motoristas utilizando fones de ouvido e o recurso de viva-voz de diversos eletrônicos, deixando as mãos dos condutores livres para efetuar manobras, também dão falsa noção de segurança, pois o simples fato de tocar qualquer dispositivo eletrônico com o carro em movimento já é suficiente para desconcentrar o motorista.

9 – Condições físicas e psíquicas:
No último dia 19 de junho, a Lei Seca pode comemorar 10 (dez) anos do seu Programa de Direção Segura. Houve também a comemoração dos bons resultados obtidos no período, pois os motoristas autuados pelo sistema criado está em queda. Um grande feito, não é mesmo! Todos sabem que álcool e direção não combinam, pois alteram os reflexos e debilitam a concentração. Vale lembrar também, que alguns medicamentos utilizados para tratamento de doenças (ou drogas) e que não são necessariamente controlados também não são indicados ao conduzir veículos.

10 – Limite de velocidade:
Um bom motorista é aquele que respeita o limite de velocidade, mesmo sem fiscalização no local.  Isso sim é um motorista prudente! Entenda que a velocidade da via é estipulada considerando o contexto local, o fluxo de carros, pedestres e o perímetro. Por isso, andar em velocidades incompatíveis coloca em risco a sua vida e a de outras pessoas.

Concluindo, é evidente que um condutor iniciante não terá as mesmas habilidades de alguém que já conduz um veículo há mais tempo, mas não é apenas esse fator o responsável por garantir a qualidade de um motorista. De nada adianta ter todas as técnicas de condução e não respeitar as regras impostas para circulação.

Lembre-se que um bom motorista não precisa saber tudo, mas ele deve estar disposto a aprender e aperfeiçoar suas habilidades. Reconhecer que não somos perfeitos, nos ajuda a ser mais tolerantes, fazendo do trânsito um lugar melhor para todos. Diz pra gente, que tipo de motorista você é?

 

#AutoPeçasMolina é informação! 😉

Tópicos #bom motorista #carro #celular ao volante #condutores #dicas #direção defensiva #geral #Leis de Trânsito #regras #veículo