Lei Seca multa motorista com 0,05 mg de álcool por litro de sangue.

Através da Lei 12.760/12, o Brasil passou a ser um dos 12 países do mundo com mais rigor quando se trata da associação álcool e volante. Os outros 11 países são: Armênia, Azerbaijão, Colômbia, Croácia, República Tcheca, Etiópia, Hungria, Nepal, Panamá, Romênia e Eslováquia.

Hoje, um pequeno bombom pode significar para o condutor do veículo uma multa no valor de R$ 1.915,40, a apreensão da carteira de motorista por um ano, apreensão do veículo e sete pontos no prontuário. Agora as autoridades podem utilizar, além do bafômetro, testes clínicos, depoimento de policiais, testemunhos de terceiros, fotos e vídeos para comprovar a embriaguez do motorista.

Imagem . NOVA-LEI-SECA
Muito cuidado ao beber e dirigir

Com a ‘Nova Lei Seca’, é fundamental que esta seja rigorosamente cumprida e não como as anteriores que, como tudo neste País, só contribuiu para ser mais um “combustível midiático”. É necessário também, que haja uma rígida supervisão dos policiais no desenvolvimento destas tarefas, para não levantar nenhuma suspeita de corrupção.

Outro problema grave e de difícil solução é que esta lei, indiretamente, proíbe também que os padres tomem o vinho canônico. A polêmica está ‘pegou em cheio’ a dose em termos de quantidade, porém insignificante, quando da celebração da Santa Missa. No estado do Paraná, houve um movimento da Igreja Católica sobre este assunto.

Também podemos citar, dentre os muitos inconvenientes sociais, o uso do celular ao volante. Uma lei semelhante a esta, com mais rigor, deveria ser adotada, pois desencorajaria aos que procedem desta forma irresponsável quando estiverem dirigindo. Esta situação também provoca sérios acidentes, com grandes estragos da combinação delas.

Caso o motorista reincida na infração dentro do prazo de um ano, o valor da multa duplica, chegando a R$ 3.830,60, além de determinar a suspensão do direito de dirigir por 12 meses. Imagem . Lei seca_Colabore

Senhores motoristas, não esqueçam que a sua conduta pode fazer a diferença, servir de exemplo e modelo. Vamos ficar atentos às leis, dirigindo com responsabilidade e segurança.

Bafômetro  

Com a nova legislação em vigor, com ‘praticamente’ tolerância zero para o uso de álcool ao volante, o bafômetro nas operações disparou. Nos primeiros meses do ano foram realizados mais de 1.300 exames com o aparelho, um aumento superior em relação ao ano de 2012. A ordem dos policiais é fiscalizar, fiscalizar, fiscalizar. Há a necessidade de criarmos uma cultura de não dirigir alcoolizado, como conseguimos fazer com o uso do cinto de segurança e do capacete para os motociclistas.

Tópicos #álcool #bebidas #infração #Lei Seca #motorista #multa #Nova Lei Seca #veículos