Jaguar Land Rover mostra carro autônomo com “olhos virtuais” para restabelecer confiança na tecnologia

Antigamente a confiança entre pessoas era baseada no olho no olho, no aperto de mãos na hora de fechar um negócio. Com o passar do tempo, surgimento da pós-modernidade e globalização, isso mudou bastante.

A globalização rompeu fronteiras e vem aproximando pessoas, regiões e… máquinas! Todavia, há anos se discute sobre a relação entre carros autônomos e pessoas: dá pra confiar em uma máquina para nos levar a qualquer lugar? Um público com conhecimento do assunto sabe que os veículos autônomos são incríveis, mas que até o momento ainda não são capazes de assumir o controle total de um automóvel sem nenhuma pessoa atrás da direção. Será mesmo que os carros autônomos ainda não estão prontos para dominar as ruas das cidades?

Estudos anteriores sugerem que até 63% dos pedestres e ciclistas dizem que se sentem preocupados com a segurança ao atravessar as ruas e menos seguros compartilhando a estrada com um veículo autônomo. E como ganhar a confiança das pessoas? Olhando nos olhos?!?

Seguindo esse raciocínio, a Jaguar Land Rover desenvolveu o “Virtual Eye Pod”, seu veículo autônomo com olhos virtuais. O objetivo é entender como as pessoas confiarão em carros autônomos no futuro. Então, tudo resolvido! Alto lá, vamos entender…

O Virtual Eye Pod possui uma face amigável e, digamos que, tem em seu “dna” um trabalho vital: ajudar a descobrir a quantidade de informações que os futuros carros autônomos devem compartilhar com usuários e pedestres para garantir que as pessoas confiem na tecnologia. Ufa! Uma grande missão!

Como parte desse projeto de engenharia, e com o propósito de atingir resultados mais precisos, a Jaguar Land Rover contou com a ajuda de uma equipe de psicólogos cognitivos para entender melhor como o comportamento do veículo afeta a confiança humana em novas tecnologias. Os testes de confiança fazem parte do projeto Autodrive, no Reino Unido.

No vídeo de divulgação feito pela área de tecnologia da Jaguar Land Rover mostra os testes, ainda em circuito fechado, nos laboratórios de Coventry, Inglaterra, com modelos e seus “olhos virtuais” identificando e mirando pessoas próximas à área de circulação dos carros. Nesta rua simulada, os carros robôs inteligentes funcionam de forma autônoma enquanto o comportamento dos pedestres é analisado quando esperam para atravessar a rua. Seus globos oculares gigantes miram fixamente, sinalizando os usuários e pedestres que eles os identificaram, e tomando as medidas preventivas cabíveis. E olha que, antes do Virtual Eye Pod frear, ainda dá uma piscadela! Além dos olhos, “os pods” tem luzes que mudam do vermelho para o verde, ao acelerar e frear. A empresa afirma que a comunicação visual melhorou o convívio do carro com humanos, após o um teste com 500 voluntários em uma maquete de cidade.

Pete Bennett, Gerente de Pesquisa de Mobilidade no Futuro da Jaguar Land Rover, comentou: “Está na natureza humana olhar nos olhos do condutor do veículo que se aproxima antes de começar a atravessar. E é importante compreender como isto se traduz no mundo automatizado do futuro. Queremos saber se é benéfico fornecer as pessoas informações sobre as intenções de um veículo ou se simplesmente deixar que um pedestre saiba que ele foi reconhecido é suficiente para melhorar a confiança”.

Esta aí, a palavra de ordem é segurança. A segurança continua sendo a prioridade número um no mundo automotivo. Desta forma a Jaguar Land Rover investe em tecnologia de autoconexão, em mobilidade autônoma, conectada, elétrica e compartilhada. Mais um teste concretizado, com objetivos estratégicos de longo prazo da marca: em tornar os carros mais seguros, liberar o tempo valioso das pessoas e melhorar a mobilidade para todos.

Esta saga continua. O principal desafio é a comunicação entre robôs e humanos, sejam eles motoristas ou pedestres. É apenas uma questão de tempo…

#AutoPeçasMolina é informação! 😉