Prefeitura de São Paulo suspende o Controlar na capital. Confira maiores detalhes e fique por dentro.

Inspeção veicular é suspensa na capital de São Paulo.
Inspeção veicular é suspensa na capital de São Paulo.

A Prefeitura de São Paulo anunciou que o contrato com o Controlar, empresa responsável pela inspeção ambiental dos veículos na capital, foi finalizado em março e, portanto, não tem mais validade.

“Tendo o contrato vencido e não havendo interesse da administração em renovar nos termos em que ele foi elaborado nós procederemos a partir de agora e relicitaremos o serviço de inspeção veicular”, anunciou Fernando Haddad, prefeito da capital.

A prefeitura vai abrir uma nova licitação e vai disponibilizar uma região de São Paulo para cada empresa. Veículos com três anos de uso não precisarão fazer. Veículos entre 4 e 9 anos de uso precisarão fazer somente uma vez a cada dois anos. A novidade fica por conta da taxa: nenhum motorista precisará pagar pelo serviço.

Reembolso

Quem já fez o pagamento da taxa e ainda não realizou a inspeção, pode pedir o ressarcinento de R$ 47,44 no site da Prefeitura.

Os proprietários de veículos que realizaram a inspeção veicular em 2013 e que ainda não fizeram a solicitação do reembolso devem fazer o pedido pela internet para receber o dinheiro de volta. A Prefeitura diz que 1,9 milhão de veículos têm direito a devolução de volta, mas só 20% dos motoristas pediram o reembolso da taxa.

Os proprietários de veículos aprovados têm que estar com seu licenciamento emitido, não ter débito vencido do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) ou de qualquer multa de trânsito e que não estejam inscrito no Cadastro Informativo Municipal (Cadin).

No site da Prefeitura, o proprietário do veículos deve preencher os dados do veículo (ano exercício da inspeção, certificado de aprovação, número da placa e Renavam). Caso seja aprovada a devolução, o sistema pede que sejam informados os números de agência e conta-corrente.

Multas

Quem não fez a inspeção e foi multado, pode ficar tranquilo: a multa será desconsiderada. As multas não serão contabilizadas e nem cobradas.