Produção de veículos no Brasil dispara em 2019

Produção de veículos no Brasil dispara em 2019

A indústria automobilística brasileira registrou aumento na produção de carro no primeiro bimestre do ano; entenda.

Bom, não se espante com o início desse texto, mas devemos agradecer à crise o aumento na produção de carros no país. Foi preciso o setor automotivo passar por uma de suas mais profundas crises, entre os anos de 2014 e 2016, para que a indústria nacional tornasse a registrar um aumento em sua produção. Já ouviu falar no provérbio “a necessidade aguça o engenho”? Caminha-se mais ou menos assim…

No geral, a indústria automobilística registrou aumento de 5,3% na produção no primeiro bimestre do ano, totalizando 455,5 mil unidades, um melhor resultado desde 2014. De acordo com a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) as vendas no mesmo período cresceram 17,8%, somando 398,4 mil veículos, melhor desempenho desde 2015. O resultado só não foi melhor porque as exportações fecharam o bimestre com queda de quase 42%, puxadas pela crise na Argentina. A perspectiva de retomada da economia, melhor oferta de crédito e juros mais baixos contribuem para a melhora do mercado.

Foto divulgação.

Especificamente, no mês de fevereiro de 2019, o ritmo de trabalho na indústria automobilística brasileira continuou aquecida. Só neste mês, no que diz respeito à produção de carros no país, o resultado foi de 257,2 mil unidades fabricadas. Ok, ok. Pode ser que este número não signifique muita coisa para você, porém saiba que ele representa um aumento de 29,9% em relação a janeiro de 2019, quando foram produzidos 198,1 mil veículos. Em relação ao mesmo período de 2018, apura-se também um crescimento na produção, sendo de 20,5%. Um resultado também transmitido pela Anfavea.

Um importante ponto que acompanha a alta na produção de veículos no mês de fevereiro, tem relação com a venda de carros novos. Com dados divulgados pela Fenabrave, a associação de concessionárias do país, a comercialização aumentou 26,6% em relação ao mesmo período do ano passado.

Só não podemos “comemorar” bons números e resultados no quesito ‘exportação de veículos brasileiros’. Nos dias de hoje, os dados realmente não são tão empolgantes (apesar da movimentação aquecida que vinha mantendo a indústria em 2018). Vale ressaltar, que no ano passado, a indústria automobilística nacional registrava um crescimento de quase 50% nas vendas de veículos para outros países, sendo nosso maior “cliente e comprador” a Argentina. Como mencionado acima, a incerteza é o resultado das exportações. Nosso vizinho e principal parceiro, a Argentina, ainda deve apresentar problemas, pois seu mercado está caindo. A Argentina vive uma crise que afeta diretamente a venda de carros novos, impactando na produção brasileira que abastece o mercados dos (carinhosamente) hermanos.

Contudo, temos uma ótima notícia, hein! Acreditamos que tudo vai melhorar. E você, acredita?

#AutoPeçasMolina é informação! 😉