Pequenos reparos e consertos do carro que você mesmo pode fazer

Pequenos reparos e consertos do carro que você mesmo pode fazer

Confira algumas dicas de como é possível você mesmo fazer pequenos reparos e consertos no seu carro, em casa, na sua garagem

 

Não contavam com minha astúcia! Ha, ha! 😄 Como é bom relembrar bordões como este, não? Mas, calma! Não estamos querendo que você vire um Chapolin Colorado, tão menos bancar o mecânico profissional! Não! Não!

Ao andarmos com nosso carro diariamente pelas ruas, uma pequena avaria ou outra ocorre. Algum dano no veículo, como arranhões, pequenos acidentes ou colisões podem acontecer. E outra, com os anos de uso, os carros começam a apresentar problemas que podem ser simples ou não de resolver. Mesmo adotando uma série de cuidados e até mesmo dirigindo pelos outros motoristas, sabemos que o carro nunca está 100%. Então, logo pensamos ser necessário um reparo automotivo para resolver estes tipos de situação.

Contudo, nem todo conserto de carro exige uma visita à oficina. Afinal, se for mandar o carro para o mecânico ou funilaria toda vez que alguma coisa acontece terá que desembolsar muito dinheiro. Ou seja, começa a pesar no orçamento, começa a doer no seu bolso e na sua alma! 😞

Uma boa notícia é que você não precisa de desesperar! Além de economizar com pequenos reparos que você mesmo pode fazer, ainda escapa das armadilhas de alguns mecânicos que cobram preços abusivos por um simples conserto. Saiba que há pequenos reparos que você pode fazer na sua garagem e sem ajuda de um mecânico. Confira!

– Faróis e lanternas: as vezes, por falta de sorte, pode ocorrer uma pequena colisão ou alguma pedra bater no farol que acaba se quebrando. Este é um exemplo que não é preciso ir até uma oficina. Basta comparecer em uma loja especializada ou mesmo pela internet, comprar o item correspondente para substituir. Não demanda tempo e você economiza dinheiro, pois a troca é simples: basta desparafusar a proteção e fazer a substituição.

Uma outra dica importante é em relação à lâmpada: para garantir a compra certa leve o modelo original à loja. 😉

– Paralamas: Isso mesmo, trocar o seu paralamas! Calma, dá um pouco mais de trabalho, mas o esforço compensa financeiramente! E é possível sim, você mesmo fazer! Não requer prática, tão pouco habilidade, porque tudo envolve parafuso, contudo, requer muita força! 💪 Para que as peças possam ser colocadas é preciso tirar o parachoques do carro antes. E dependendo do modelo do veículo é preciso remover outros acessórios que estejam no caminho. Paciência e um bom esforço andam juntos nesta tarefa!

– Parabrisas: os limpadores de parabrisas são feitos de borracha, isso significa que eles desgastam naturalmente após alguns meses de uso. Você pode levar o carro a um mecânico para trocá-los, certo?! Mas este item é outra simples tarefa que você mesmo pode fazer facilmente! Felizmente, o processo de instalação é idêntico para a maioria dos carros.

Para isso basta comprar a borracha para substituir, afastar a vareta do vidro e salvar as travas e parafusos. Coloque a borracha nova no lugar e prenda fazendo o procedimento inverso que fez na hora de soltar. Depois ligue o parabrisas para verificar se eles estão alinhados. Não leva mais do que alguns minutos!

– Remover pequenos arranhões: essa é uma boa dica, porém bem específica, pois vale somente para arranhões superficiais em veículos usados. É preciso cuidado nesta tarefa. Antes de fazer uma tentativa de reparar um arranhão na pintura do carro, você precisa ter tempo para inspecionar cada arranhão com cuidado. Faça isto em uma área bem iluminada e, se necessário, use uma lupa para obter um detalhe mais atento. Entenda que, o que você está procurando realmente é a profundidade do risco. Muitos arranhões superficiais passam pela cobertura da pintura levemente, e estes são os tipos de riscos que você pode facilmente limpar em casa. Mas se, na zona afetada, você visualizar algo além da pintura, como um revestimento branco, o melhor é ir mesmo ao mecânico.

Se esse não for o seu caso, pode recorrer a produtos específicos de polimento, disponíveis nas lojas de produtos automotivos. Há quem faça uso de lixa também quando o risco é pequeno, mas vale lembrar que essa deve ser 2000 ou superior. Lixas grossas podem danificar ainda mais o que já está estragado. Muita atenção!

– Antena quebrada: pois é, ela pode quebrar! Não importa o tipo de antena, por menor que seja a antena externa do veículo, isso pode acontecer. E o risco é maior, caso for aquelas antenas de ferro e enormes… 😨

Bom, substitui-la é fácil e leva cerca de 30 minutos. Basta afrouxar os parafusos e retirar a antena velha. Depois conecte a nova e pronto. Observe bem e garanta que a antena nova esteja bem fixada para que não quebre novamente com qualquer impacto.

– Polir faróis: polir os faróis do carro é um processo simples, fácil, barato e melhora a sua visibilidade na estrada. Com o passar do tempo os faróis do carro começam a ficar cada vez mais sujos e/ou danificados, e isto não só tem mau aspeto, como também faz com que sejam menos eficientes. Polir os faróis torna-se uma questão de segurança! E vamos combinar que faróis embaçados ou até mesmo ressecados deixam o visual dos veículos usados (no caso) muito menos agradável. Se o desgaste for externo, isso pode ser facilmente resolvido com detergente, água, lixas de água P1500 e P2000, fita de isolamento, um pano de microfibra e produtos para proteger de raios UV e para polir.

O primeiro passo é lavar bem os faróis do seu carro para se ver livre de detritos que possam estar neles. Deixe-os secar, e passe ao próximo passo.

À volta dos faróis, coloque uma camada de fita de isolamento para que não danifique a pintura do seu carro ao usar as lixas para polir os faróis. E com a ajuda de um borrifador, passe as lixas nos faróis com muito cuidado para não os danificar. Isso mesmo, as lixas umedecidas! Comece com a 1500 e passe depois para a 2000, tendo sempre muito cuidado para não fazer estragos.

Use polish: depois de passar as lixas está na altura de usar polish de modo a garantir que não sobra defeito nenhum. Por fim, termine a tarefa usando um produto para proteger de raios UV. Mas, temos uma importante observação: se o farol estiver embaçado por dentro, é sinal que o farol está rachado e que há vapor de água se formando.

 
E então, ficou animado? É possível fazer estes tipos de reparos em casa! Depois nos conte quais desses reparos e consertos você já fez! #AutoPeçasMolina é informação 😉